Notícias

23/07/2020 09:04

Lives Sindjor/Ministério Público debatem liberdade de expressão; ação atende demanda de jornalistas

Sindjor-MT

O Sindicato d@s Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT) e o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) promovem lives sobre liberdade de expressão e democracia. A ação atende demanda local dos profissionais do jornalismo e repercute um assunto relativo ao interesse geral da sociedade.

A iniciativa integra o projeto “MPMT e Você” e se divide em quatro lives, sempre às terças-feiras às 15h, pelo Instagram do Ministério Público. As datas são: 28 de julho, 04, 11 e 18 de agosto. 

O tema central das lives reflete a violência diária sofrida por profissionais do jornalismo e como isto prejudica a construção de uma sociedade democrática. Essa situação é histórica no Brasil. Relaciona-se com o oligopólio da mídia comercial e se torna mais dramática no contexto do fascismo institucional do governo Bolsonaro, conforme monitoramento da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). São 245 ataques ao jornalismo entre janeiro e junho deste ano por meio de entrevistas, pronunciamentos e postagens em redes sociais.      

Nesse contexto e caldo cultural, podemos (infelizmente) colecionar casos em Mato Grosso. Enock Cavalcanti, obrigado por decisão judicial a retirar do ar críticas contra manifestação pró-ditadura em Cuiabá – o jornalista recorreu e a liminar foi derrubada. Jean Borsatti, agredido verbalmente quando tentava fazer matéria na capital sobre os casos de Covid-19. Jacques Gosch, ameaçado de levar tiro por parlamentar descontente com matéria. Estes são apenas alguns. 

Itamar Perenha, presidente do Sindjor-MT, destacou a incidência social do trabalho jornalístico. “Num momento em que as fake news se transformaram em ferramenta para enganar a opinião pública, o trabalho do jornalista torna-se mais importante ainda para possibilitar que os cidadãos tomem decisões baseadas em informações corretas e responsáveis”, comentou.   

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges, mencionou a importância do contato do Ministério Público com a população. “O projeto MPMT e Você é mais uma iniciativa que adotamos com o propósito de promover o relacionamento da instituição com a sociedade. A interação que as redes sociais proporcionam é ferramenta indispensável para nortearmos o nosso trabalho em defesa da sociedade”.

 

PROGAMAÇÃO DAS LIVES

A primeira é no dia 28 e vai tratar das Ameaças ao direito à informação e à liberdade de imprensa. Debatem o assunto o presidente do Sindjor, Itamar Perenha, e o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges. 

A segunda live será no dia 04 de agosto e vai tratar de Fake news e qualidade da informação. Comentam o assunto a vice-presidenta do Sindjor, Magda Matos, e o procurador-regional Eleitoral/MT, Pedro Melo Pouchain. A live do dia 11 será sobre Lei de Abuso de Autoridade e suas consequências e terá participação do coordenador do Núcleo Tangará da Serra/Sindjor, Sergio Reichert, e da promotora de Justiça Alessandra Gonçalves da Silva Godoi.       

A sequência de lives se encerra no dia 18 de agosto com a temática Democracia e liberdade de expressão: o que podemos fazer para não perdermos essas garantias. Comentam o assunto o diretor do Sindjor, Gibran Lachowski, e a promotora de Justiça Luciana Fernandes de Freitas. 

A mediação das lives será feita pela jornalista Tânia Rauber, do Departamento de Comunicação do Ministério Público. 


SINJOR/MT

SINDICATO DOS JORNALISTAS DE MT SINDJOR/MT
Rua Do Carmo, Nº 55, Baú, Cuiabá-MT CEP 78008-040
ATENDIMENTO 
por AGENDAMENTO
Ligue e agende
Telefones - (65) 99902-9142 
whatsapp (65) 9 9646-3060
E-mail: sindicatodosjornalistasdemt@gmail.com

 

FALE COM O SINDJOR

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo